Arquivo mensal: Fevereiro 2020

Contribuintes com dívidas fiscais expressivas podem perder seus passaportes nos EUA

Por: Coleman Jackson, Advogado, Contador Público Certificado
27 de fevereiro de 2020

Contribuintes com dívidas fiscais expressivas podem perder seus passaportes nos EUA

Já ouviu falar da Lei Reparando o transporte de superfície da América (FAST) de 2015? Bem, sob o FAST, o IRS tem autoridade para notificar o Departamento de Estado sobre contribuintes notificados ao Governo Federal como devedores. Atualmente, uma dívida tributária expressiva definida como fatura de imposto inadimplente deve ter o valor de US $ 52.000 ou mais. O FAST exige que o Departamento de Estado revogue o passaporte americano do contribuinte inadimplente e limite a capacidade do contribuinte de viajar para fora dos Estados Unidos.

 

Contribuintes com dívidas fiscais expressivas podem perder seus passaportes nos EUA

Os contribuintes que pretendem viajar para fora dos Estados Unidos devem negociar com o IRS a suspenção da notificação fiscal em atraso. Até que isso aconteça, o contribuinte pode ficar preso fora dos EUA com um passaporte revogado ou ser impedido de receber um passaporte pela primeira vez ou em renovação, deixando-os incapazes de viajar para fora do país por quaisquer motivo.

 

Contribuintes com dívidas fiscais expressivas podem perder seus passaportes nos EUA

O IRS identificou várias maneiras pelas quais os contribuintes podem evitar que o IRS notifique o Departamento de Estado de sua dívida tributária com atraso grave, como segue:

  1. Pagamento integral da dívida tributária;
  2. Pagar a dívida tributária em dia de acordo com um acordo aprovado de parcelamento;
  3. Pagar a dívida fiscal em dia de acordo com uma oferta aceita em contrato de compromisso;
  4. Pagamento em dia da dívida fiscal, nos termos de um acordo de liquidação com o Departamento de Justiça;
  5. Ter um processo pendente de cobrança devido a uma apelação do processo com imposição; ou
  6. Suspensão da cobrança porque o contribuinte elegeu o cônjuge ou solicitou assistência para o cônjuge por engano.

Dica prática: Os contribuintes que precisam viajar para o exterior devem responsavelmente lidar com suas obrigações fiscais federais muito antes de precisarem viajar; porque, diferentemente da opção número 1 acima (pagamento integral da dívida tributária), as opções sugeridas levam meses ou até anos para serem resolvidas nas negociações com o IRS.

Os tipos de contribuintes abaixo estão isentos da exigência de notificação de contribuinte inadimplente sob o FAST:

  • Contribuintes em processo de falência;
  • Vítimas de roubo de identidade;
  • Contribuintes que o IRS considerou não cobráveis;
  • Contribuintes localizados dentro de uma área federal declarada de desastre;
  • Contribuintes com solicitação de parcelamento pendente;
  • Contribuintes com oferta pendente em contrato com o IRS; ou
  • Contribuintes com um ajuste aceito pelo IRS que satisfará a dívida integralmente; e
  • Contribuintes servindo em zona de combate não está isento das regras de notificação, mas esta, é adiada enquanto cumprem seu dever na zona de combate.

 

Contribuintes com dívidas fiscais expressivas podem perder seus passaportes nos EUA

Os contribuintes com planos de viajem para o exterior devem estar cientes de que seus planos podem ser totalmente alterados caso devam ao governo federal US $ 52.000 ou mais em impostos atrasados. Os US $ 52.000 podem ser devidos sobre impostos de renda pessoal ou comercial, nos quais o contribuinte individual é considerado parte responsável, como nos impostos sobre a folha de pagamento com relação à penalidade do fundo fiduciário que geralmente se aplica ao contribuinte inadimplente que deve ao negócio, ou mesmo aos funcionários da empresa responsáveis por decidir quais vendedores e fornecedores serão pagos e quando. Além disso, o limite de certificação de US $ 52.000 pode ser atingido por um período fiscal único ou vários períodos fiscais combinados. Exemplo No 1, o contribuinte deve ao IRS US $ 2.000 para 2009, US $ 14.000 para 2015 e US $ 40.000 para 2018. Neste exemplo, o contribuinte está seriamente inadimplente e o IRS, sob FAST, pode declara-lo como seriamente inadimplente ao Departamento de Estado dos EUA. Exemplo nº 2, o contribuinte é dono de uma empresa de fabricação de moinhos de vento com vinte funcionários; seus negócios diminuíram no terceiro trimestre de 2019 e o proprietário decidiu pagar aluguel de escritórios, serviços públicos, funcionários e fornecedores e não os impostos sobre a folha de pagamento do IRS. O IRS fica sabendo dessa decisão e constata que o proprietário como parte responsável, sob a seção tributária pertinentes, acessa uma penalidade de $ 52.000 em fundos fiduciários sobre o proprietário. Nesse caso, o proprietário / contribuinte pode ser declarado pelo IRS como um contribuinte seriamente inadimplente sob o FAST. O passaporte do proprietário pode ser revogado ou sua renovação do passaporte pode ser negada pelo Departamento de Estado dos EUA.

 

Este blog jurídico é escrito pelo Escritório de Advocacia em Tributação, Litígio e Imigração de Coleman Jackson, P.C. para fins educacionais. Não cria nenhum relacionamento entre esse escritório de advocacia e seu leitor. Sempre consulte um advogado de sua região sobre qualquer questão legal que afete você, sua família ou empresa.

Coleman Jackson, P.C. | Escritório de Advocacia em Tributação, Litígio e Imigração | Inglês (214) 599-0431 | Espanhol (214) 599-0432.

Como se livrar de umprocesso de execução fiscal

Coleman Jackson, advogado e contador público certificado
14 de Fevereiro, 2020

Como se livrar de umprocesso de execução fiscal

Quando o Internal Revenue Service (IRS) envia uma cobrança fiscal e você não a paga, um processo de execução fiscal federal é criado por força de lei, independentemente do IRS arquivar o processo de execução nos registros de propriedade pública em seu estado ou não. Um processo de execução fiscal é uma reivindicação executória que se vincula à sua propriedade e ao seu direito de propriedade. Se o IRS registrar a execução fiscal nos registros de propriedade pública, eles deverão, nos termos da lei, informá-lo dessa ação. Isso é feito por um aviso de processo de execução fiscal federal.

 

Como se livrar de umprocesso de execução fiscal

Umprocesso de execução fiscal não autoriza que o IRS tome sua propriedade. Para isso, o IRS deve penhora-la. Uma penhora é um processo legal pelo qual a autoridade tributária pode tomar sua propriedade ou direito à propriedade sem a necessidade de obter uma ordem judicial. Não confundirprocesso de execução fiscal (aviso de dívida fiscal) compenhora (retirada de sua propriedade). Os contribuintes têm o direito de apelar de ambas as ações no Gabinete de Apelações e, possivelmente, ao Tribunal Tributário americano, se a contestação for dentro do prazo. Por enquanto, a pergunta neste blog é como livrar-se de um processo de execução fiscaldo IRS?

 

Como se livrar de umprocesso de execução fiscal

Os contribuintes podem sim se livrarem de um processo de execução fiscal do IRS! Se a dívida fiscal tiver sido paga integralmente, o contribuinte pode se livrar do processo de execução fiscalbuscando uma liberação do processo. Este é normalmente um processo automático; mas se não for, solicite a liberação do processo. Os contribuintes podem solicitar a isenção de certas propriedades do penhor. Isso normalmente é feito para facilitar a venda ou o financiamento de imóveis ou propriedades comerciais com um processo de execução fiscal federal anexado. Os contribuintes podem depositar uma garantia e solicitar que o processo de execução fiscal seja liberado. Os contribuintes podem se livrar de um processo de execução fiscal, apresentando uma contestação no Escritório de Apelações quanto a questões processuais, uma vez que o IRS deve cumprir as regras legais exigentes com relação ao depósito de processos de execução fiscais federais. Refinar um processo de execução fiscaldo IRS, como qualquer outro processo,é uma questão de lei estadual que varia de estado para estado. No Texas, as leis de propriedade variam de município para município. Isso significa simplesmente que o IRS deve cumprir com a lei de cada condado ao registrar ônus nos registros de propriedades do condado. Existem 254 condados no Texas. Além de quaisquer questões processuais, os contribuintes também podem se livrar de um processo de execução fiscal federal contestando-o por razões legais substanciais. Finalmente, os contribuintes podem se livrar de um processo de execução fiscal do IRS se o prazo de dez anos da cobrança expirar, a menos que o prazo tenha sido prorrogado ou suspenso por um processo de falência ou por outros motivos. A liberação doônus fiscal é automática no vencimento do prazo de dez anos da cobrança. Este é apenas um resumo de como se livrar de um processo de execução fiscal, pois na lei, existem varias voltas e reviravoltas dependendo de todos os fatos e circunstâncias.

 

Este blog jurídico é escrito pelo Escritório de Advocacia em Tributação, Litígio e Imigração de Coleman Jackson, P.C. para fins educacionais. Não cria nenhum relacionamento entre esse escritório de advocacia e seu leitor. Sempre consulte um advogado de sua região sobre qualquer questão legal que afete você, sua família ou empresa.

Coleman Jackson, P.C. | Escritório de Advocacia em Tributação, Litígio e Imigração | Inglês (214) 599-0431 | Espanhol (214) 599-0432